Notícias

Rodadas digitais internacionais geram US$ 4,3 milhões

Tendência de mercado promovida à realidade pela pandemia do novo coronavírus, as rodadas digitais de negócios vêm gerando negócios consideráveis para calçadistas brasileiros. No primeiro semestre, conforme relatório da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), nas rodadas digitais com compradores do Reino Unido (maio até agosto), França (maio a setembro) e América Latina (agosto), foram comercializados 348,8 mil pares, que geraram US$ 4,3 milhões. No total, foram realizadas mais de 300 reuniões entre marcas calçadistas brasileiras e importadores dos países-alvo da ação. A promoção foi do Brazilian Footwear, programa de apoio às exportações de calçados mantido pela Abicalçados em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

A analista de Promoção Comercial da Abicalçados, Paola Pontin, destaca que 44 marcas brasileiras participaram das rodadas. “Existe uma procura cada vez maior por esse tipo de evento. A digitalização, não só das negociações no mercado interno, mas também internacional, é uma realidade para o setor calçadista nacional”, avalia. Segundo ela, existem vantagens logística e de custo para as empresas, fatores vitais para reorganização financeira após a grave crise provocada pela pandemia do novo coronavírus.

Mercado

As rodadas de negócios aconteceram em um momento de recuperação nas exportações de calçados brasileiros. Entre janeiro e outubro, conforme dados elaborados pela Abicalçados, as exportações somaram 99 milhões de pares, gerando US$ 712,4 milhões, incrementos de 32,2% em volume e de 30,7% em receita na relação com o mesmo ínterim do ano passado. No comparativo com o acumulado de 2019, as exportações de calçados estão 2,7% superiores em volume e 13,2% inferiores em dólares. Participaram das rodadas digitais com compradores do Reino Unido, França e América Latina as marcas Marina Mello, Killana, Capelli Rossi, Pegada, GVD, Vizzano, Petite Jolie, Werner, BSB, Irá Salles, Adrun, Andacco, Pampili, Bibi, CCR, Cristófoli, Melissa, Sapateamo, Suzana Santos, Ferrucci, Vicenza, Klin, Voices, Cecconello, Kildare, Piccadilly, PG4 Galleria, Intershoes, Kidy, Diversão, Coca-Cola, Kasual Calçados, Ramarim, Outer, Brasil Boots, Stir, Nesk, Donna Carlota, Arena, Usaflex, Labana, ARK, Parô e Xuá Xuá. Sobre o Brazilian Footwear: Brazilian Footwear é um programa de incentivo às exportações desenvolvido pela Abicalçados em parceria com a Apex-Brasil. Este programa tem por objetivo aumentar as exportações de marcas brasileiras de calçados através de ações de desenvolvimento, promoção comercial e de imagem voltadas ao mercado internacional. Conheça: www.brazilianfootwear.com.br | www.abicalcados.com.br/brazilianfootwear. Sobre a Apex-Brasil: A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) atua para promover os produtos e serviços brasileiros no exterior e atrair investimentos estrangeiros para setores estratégicos da economia brasileira. Para alcançar esses objetivos, a Apex-Brasil realiza ações diversificadas de promoção comercial que visam promover as exportações e valorizar os produtos e serviços brasileiros no exterior, como missões prospectivas e comerciais, rodadas de negócios, apoio à participação de empresas brasileiras em grandes feiras internacionais, visitas de compradores estrangeiros e formadores de opinião para conhecer a estrutura produtiva brasileira entre outras plataformas de negócios que também têm por objetivo fortalecer a marca Brasil. Conheça: www.apexbrasil.com.br.