Notícias

Maior evento do varejo mundial é apresentado na Abicalçados

A Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) recebeu, na noite do último dia 16, a apresentação “NRF 2017 - 8 Insights para o futuro do varejo”. A apresentação, realizada na sede da entidade, em Novo Hamburgo/RS, foi realizada por Faberson Chequi, da WT Agência, que esteve no maior evento de varejo do mundo, promovido pela associação dos varejistas norte-americanos (NRF - sigla em inglês) em Nova Iorque entre os dias 15 e 17 de janeiro. 

Chequi começou a apresentação ressaltando o insight número 1, o mais amplo e importante de todos: o varejo deve mudar sempre, perder o medo do desconhecido e inovar de acordo com o perfil do consumidor. Segundo ele, é preciso introduzir as questões tecnológicas no setor. “De 2006 para cá, todos os grandes players mundiais, com exceção da Walmart – que está constante -, vêm perdendo rentabilidade. A Amazon, por sua vez, cresceu quase 2.000% nesse período”, destacou. Outro ponto atacado na NRF foi o conservadorismo do varejo tradicional, que com uma mentalidade linear resiste às mudanças tecnológicas. “Esse varejo, foi dito, não muda há mais de 100 anos, por isso não surpreende o fato das visitas aos pontos de venda físicas virem caindo ano a ano”, disse. Por outro lado, continua o profissional, não é preciso esquecer o ponto físico, mas sim integrá-lo ao digital, facilitando assim a experiência de compra do consumidor. “Mais da metade das vendas em pontos físicos nos Estados Unidos são influenciadas pelo ambiente digital”, frisou, ressaltando já o segundo insight apresentado, que aponta que o varejista deve criar um modelo de varejo diferenciando, unindo ambas as plataformas – física e digital, o que nos Estados Unidos chamam de Phigital. 

O terceiro ponto apresentado foi o “slow commerce”, que aponta para a necessidade de desacelerar a experiência de compra, criando lojas-conceito que unam entretenimento e não necessariamente vendas in loco. “Existe uma tendência muito forte dos ambientes de passeio, onde o consumidor pode levar a família para um dia agradável, com segurança”, destacou Chequi, ressaltando os cases bem sucedidos do Restaurante Italy. 

Chat
Outra tendência importante do varejo mundial é a gradual substituição dos aplicativos das lojas por chats (bots), que permitem uma maior interação com o consumidor. “Apenas 5% das pessoas que baixam os aplicativos do varejo são usuárias, enquanto mais de 80% delas preferem resolver os assuntos inbox”, informou o publicitário. 

O quinto insight foi a importância de utilização dos dados com inteligência de mercado, com o mapeamento do comportamento de consumo. “Isso vai muito além da utilização de mailing. Hoje, existem tecnologias que podem criar um ambiente de conversão muito mais fácil, como simulares no ponto físico que ao mesmo tempo geram dados para a empresa”, contou Chequi. 

A conveniência de se tornar a “casa do consumidor” também é uma tendência importante, embora ainda não tão trabalhada pelo varejo. Segundo Chequi, “é preciso transformar o ponto de venda na casa do consumidor”. 

Capital humano
Quando se fala em inovação tecnológica não necessariamente se exclui o capital humano. A questão está no sétimo insight apresentado na NRF. Chequi ressaltou que foi trabalhada a importância do treinamento adequado dos vencedores. “A NRF, inclusive, trabalhou em uma cartilha de vendas para o mercado e também para a formação rápida de mão de obra adequada às necessidades do varejo norte-americano”, disse. 

Presente no varejo mundial desde o final da década de 90, a customização ganhou papel central na nova configuração do setor. Segundo o apresentado na NRF, é importante inserir o conceito como um modelo de negócio. “No evento, foi apresentada uma pesquisa que aponta que o consumidor está disposto a pagar até 20% mais por um produto customizado”, concluiu Chequi. 

Sobre a NRF Big Show
A NRF Big Show é o maior evento de varejo no mundo e reúne milhares de executivos tomadores de decisão, este ano já foi para a sua edição de número 106. Foram quatro dias de conteúdo (com palestras simultâneas), networking em todas as atividades e atualização de tendências, tecnologias e soluções no Expo Hall (área de exposições). O evento reuniu mais de 30 mil pessoas, 60% do público geral formado por altos executivos e presidência de empresas.