Notícias

Indústria calçadista cria 2,7 mil postos de trabalho em setembro

O setor produtor de calçados criou 2,7 mil postos de trabalho no mês de setembro de 2019, fechando três períodos consecutivos de crescimento. O dado divulgado pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) demonstra uma grande evolução no saldo de admissões menos os desligamentos.em comparação com o mesmo mês do ano passado, que fechou em 681 novas vagas preenchidas. No acumulado do trimestre, entre julho e setembro, o resultado é ainda melhor. Nesses três meses, o saldo de emprego foi positivo em 3,9 mil postos enquanto, no mesmo período de 2018, o saldo ficou negativo em 2,6 mil. 

 

“Nossa expectativa é que até dezembro a produção de calçados cresça 3%, e esse aumento estimule a geração de emprego, como mostram os números do último trimestre”, avalia o presidente-executivo da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), Haroldo Ferreira. Ele acrescenta que a perspectiva da indústria de transformação, que inclui todas menos a construção civil e a agropecuária, é de queda de 0,7% na produção, o que demonstra que o setor calçadista tem se destacado frente a outros segmentos. Atualmente, considerando o fechamento de setembro, a indústria calçadista emprega 280,6 mil pessoas, sendo o Rio Grande do Sul o estado com mais funcionários no setor, cerca de 90 mil.