Notícias

Abicalçados firma termo de cooperação com sindicatos

Com o objetivo de aumentar ainda mais a integração do setor calçadista em nível nacional, a Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) firmou, durante a realização da Maratona MMX, em Canoas/RS (dia 7/12), um termo de cooperação com 14 sindicatos de indústrias de calçados do Brasil. Estavam representadas, as entidades dos polos calçadistas do Rio Grande do Sul, São Paulo e Bahia.

Conforme o documento, os sindicatos tornam-se, automaticamente, associados à Abicalçados, sem custos de mensalidades, com consultorias, eventos, mentorias, entre outros serviços disponíveis. Segundo o presidente-executivo da associação nacional, Heitor Klein, o objetivo é atuar de forma conjunta e cooperativa pelo desenvolvimento da indústria de calçados no País. “Atuando de forma coordenada, a luta por melhores condições de produção é facilitada. De acordo com o termo, tanto a Abicalçados como os sindicatos assumem o compromisso de realizar eventos em conjunto e trabalhar de modo cooperativo para levantamento de informações e pleitos. Em um país de dimensões continentais, como o nosso, é importante ter braços em todas as regiões”, conta o executivo.

Criada em 1983, a Abicalçados possui quase 200 empresas associadas que representam mais de 70% da produção nacional de calçados (de 909 milhões de pares em 2017).

Assinaram o termo, que permanece disponível para todos os sindicatos das indústrias calçadistas do Brasil, mediante avaliação, o Sicergs (Sindicato das Indústrias de Calçados do Rio Grande do Sul), Sindicato das Indústrias de Calçados de Campo Bom, Sindicato das Indústrias de Calçados de Três Coroas, Sindigrejinha (Sindicato das Indústrias de Calçados de Igrejinha), Sicev (Sindicato das Indústrias de Calçados de Estância Velha), Sindicato das Indústrias de Calçados de Farroupilha, Sindicap (Sindicato das Indústrias de Calçados de Parobé), Sindicato das Indústrias de Calçados de Dois Irmãos, Sindijau (Sindicato das Indústrias de Calçados de Jaú), Sindifranca (Sindicato das Indústrias de Calçados de Franca), Sinbi (Sindicato das Indústrias de Calçados e Vestuário de Birigui), Sindicalçados (Sindicato das Indústrias de Calçados de Minas Gerais), Sindicato das Indústrias de Calçados da Bahia e Sindicato das Indústrias de Calçados de Fortaleza.


Indústria de calçados no Brasil
Número de empresas: 7 mil
Empregos diretos: cerca de 300 mil postos
Produção: 909 milhões de pares (4º maior produtor do mundo)
Faturamento (preço de produção): R$ 21,6 bilhões
Exportações: 127 milhões de pares para mais de 150 destinos